04 setembro, 2006

 

A feliz família Kim


 

Achei esta foto no Wikipedia. Tirada em 1945, retrata uma família oriental pequena e feliz, como bilhões de outras, com uma pequena particularidade: pai e filho foram (e são) manda-chuvas de um dos regimes mais opressores e assassinos já conhecidos na História.



O pai é Kim Il-Sung, fundador do regime comunista da Coréia do Norte, venerado no lugar como um semi-deus e falecido em 1994. Ao longo do seu mandato (1948-1994), transformou um regime inicialmente leninista-marxista em algo mais focado no culto à personalidade e militarismo excessivo. Após sua morte, passou a ocupar o posto simbólico de "Presidente Eterno".

O menino no colo brincando com seu quepe é Kim Jong-Il, que o sucedeu e manda por lá até os dias correntes. Mantêm a insensatez de um regime em que todos os jovens em idade militar andam uniformizados, mas falta comida. O curioso da história é que, nas primeiras décadas após a separação das Coréias, o padrão de vida no lado socialista (Norte) era bem superior ao do lado Sul. Hoje, a coisa se inverteu drasticamente.

A Coréia do Norte faz parte do que o governo Bush chama de "Eixo do Mal". Considerando o que Bush fez com o mais fraco dos 3 integrantes originais do Eixo, até que não é uma má idéia continuar fabricando foguetes e bombas atômicas.

Já a muié da foto, com cara de mau humorada, é a menos conhecida da família mas nem por isso uma personagem menos interessante. Kim Jong-Suk era uma jovem revolucionária que ajudou a combater os japoneses, que ocuparam a península da Coréia entre 1910 até o fim da Segunda Guerra. Na guerrilha e nas andanças com os comunas, conheceu Kim Il-Sung, com quem se casaria mais tarde. O primeiro filho do seu casamento foi Kim Jong-Il, nascido em 1941. Em 1949, com apenas 32 anos de idade, morreu ao dar à luz um bebê natimorto. Recebeu postumamente o título de herói nacional.

 

 

Faça seu comentário aqui, se nada deu certo: Postar um comentário

This page is powered by Blogger. Isn't yours?