14 agosto, 2003

 

O SUBMUNDO DE NIKOLAS # VI


 

(e-zine conflituosamente dividido entre o besteirol grosseiro e a mais sofisticada ironia)


RECAPITULAÇÃO OU LÁGRIMAS DE CROCODILO?

Entre os auto-proclamados “eleitores desiludidos” do Lula – e a cada dia são mais – foi comum o espanto com as declarações de “profundo pesar” vindas do barbudo de língua presa e seus subalternos do Palácio após a morte do véio Roberto Marinho. Té mesmo Leonel Brizola, que passou décadas se referindo à Rede Globo como algum tipo de irmandade satânica, entrou nessa de dar condolências ao ex-manipulador de eleições, comícios e debates televisivos. Lembraram, estes ludibriados por Duda Mendonça, dos slogans das Diretas Já – “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo” – e sentiram-se como personagens de “A Revolução dos Bichos”, de Orwell, vendo homens e porcos se confraternizando à mesa de jantar.

Talvez esperavam largos sorrisos, piadinhas grosseiras, estouros de champagne e pedradas no caixão. Tsc, tsc, tão primários! Chutam-se cachorros sarnentos a todo momento, mas pega mal chutar cachorro morto – como bem o disse Breno Lobato, editor crepuscular do Carol. Ainda mais se o bicho em questão deixou os filhos tomando conta do maior conglomerado de comunicação do País. Qualquer político com mais de meio cérebro vai tecer odes ao morto, mesmo porque pega mal avacalhar cerimônia fúnebre alheia. Pesquisem os jornais da época da morte do Sérgio Motta e, na mesma semana, do filho do ACM (que a esta altura, pela benção do falecido, possivelmente seria nosso manda-chuva): vão achar até a Heloísa Helena de lencinho na mão. Sacanagem com defunto é coisa pros Stédiles, Marilenes Felintos, coveiros degenerados e pro SUBMUNDO ® aqui. Em compensação, esses aí não ganham eleição nem pra suplente de vereador em Jampruca.

* * OSdN * *


ERREMOS!

“Ô seu filho do dotô Roberto com a Dercy Gonçalves! Eu não sou filiado ao PRONA não! Corrija isso enquanto é tempo.” (Daniel Crepaldi, leitor de inclinações extremistas e NÃO filiado ao PRONA)

Espero que o engano tenha sido desfeito. Quanto ao filho do “Dotô” Roberto com a Dercy, todos sabem que a criança gerada de uma aventura frugal do falecido com a dita cuja, em 1873, foi abortada propositadamente depois que a muié tomou Coca-Cola (na época, a fórmula era um pouco diferente...).


** OSdN * *


MANCHETE PARA REFLEXÃO DA SEMANA

“OS SEM-TERRA NÃO EXISTEM! – Stédile é comandante de uma causa não só perdida quanto não-existente.” (Revista Primeira Leitura deste semana)

De fato não existem. O que existe na zona rural brasileira, todos sabem, são colheitadeiras de soja em plantações a perder de vista, grandes e aconchegantes casarões coloniais para se passar o fim de semana e um promissor “agro-negócio” gerador de divisas, convenientemente convertidas em celulares de última geração e jipes Hilux ou picapes Rangers dirigidas por agroboys em busca de suas agrogirls pelas noites de ‘Berlândia. Sem-terra, caipira analfabeto cagando no mato, sertanejo comendo calango, estes não existem nem nunca existiram. São apenas ninguém. Zé ninguém. E serão sempre relegados à não existência.


** OSdN * *


O CANTO DE CISNE E A PRETENSÃO RITUALÍSTICA

Atendendo aos insistentes apelos do SUBMUNDO ®, que acredita piamente na existência do outro como essencial ao equilíbrio dos mundos, o Supramundo nos apresentou uma edição com ALGUM conteúdo que não a mesma punheta auto-referencial e as difamações rancorosas de sempre. Aplaudimos esta iniciativa tímida, ao mesmo tempo em que tememos que seja tardia e em vão, vez que o próprio editor (talvez inspirado pelos recentes acontecimentos) já fala sobre a morte com a passividade de uma vaca a caminho do matadouro.

Tais detalhes contudo quase passam despercebidos diante do patético que salta aos olhos a certa altura da edição dominical do e-zine desafeto: sugere-se ao leitor um ritual, com música de fundo e tudo, para a leitura do troço. Ora, quanta pretensão do fantasma prussiano! Mal sabe que o leitor é libertino e indisciplinado, não segue esqueminhas nem conselhos da mamãe. Se cronista de jornal imaginasse que o leitor vai estar literalmente cagando ao ler suas linhas, perderia toda a inspiração literária.

A propósito, o SUBMUNDO ® é melhor visualizado ouvindo-se uma música qualquer da banda islandesa Sigur Rós, de preferência “Njosnavelin” ou “Flugufrelsarinn”, e saboreando-se um fino chocolate quente (leite e Toddy também serve, para os leitores de baixa renda).

** OSdN * *


DIQUINHA LITERÁRIA DO SUBMUNDO ®

Não esperem uma biografia do Dr. Roberto nos próximos 20 anos que não seja babação de ovo explícita ou manifesto raivoso de militante do PSTU.


* * OSdN * *

A GINCANA DO SUBMUNDO ® ENTRA NA RETA FINAL!

Leitor submerso e angustiado pelo enigma do SUBMUNDO ® IV quis saber “de que ato de Romeu e Julieta” eu teria tirado aquela citação do Shakespeare, no encerramento da edição.

Ora, meus amigos, Guilherme Balança-Lustre já disse baranguices mil (“queria ser uma mosca para posar em seus lábios” sendo uma delas), mas não creio que fosse chegar a tanto. Aquela citação, a bem da verdade, sequer foi escrita originalmente no idioma de Dieckens. Pronto, já dei colher de chá demais! Vocês tem até semana que vem para descobrir o verdadeiro autor daquela citação. Aí vai ela novamente, para tirar-lhes o sono e estimular a competição ferrenha:

“There was perfect love between both of us
Without realizing that later
All that would break apart.

But in this world, what is perfect has no live,
We do not deserve, darling,
To live together and love each other.”

Allea jacta est!

* * OSdN * *


O SUBMUNDO® RECOMENDA:

- PAVÊ

- http://www.fourmilab.to/cgi-bin/uncgi/Earth – Imagens da Terra via satélite, com um pouquinho de Photoshop pra disfarçar as nuvens de poluição e o fumacê das queimadas na Amazônia. Gozado como lá do alto tudo parece tão simplório e perfeito, sem telemarketing e despertador pra encher o saco. Dá uns bons fundos de tela pro seu computador, melhores do que essa ridícula cara do Garfield ou da Minnie Mouse – vê se cresce, porra!

- PÔUVÍ

- SIGUR RÓS – Nem só de geleiras, vulcão e Björk vive a Islândia. Soa um pouco Radiohead, com a desvantagem – ou vantagem? – do idioma intraduzível. Serve de trilha sonora pra vinheta de MTV, filminho de Tom Cruise ou para a leitura deste SUBMUNDO ®.

* * OSdN * *

“O homem deve experimentar de tudo na vida, menos incesto e dupla sertaneja.”

(Da extinta Revista Bundas, nº 25)

* * OSdN * *

Profetas do apocalipse e abaixo-assinado para montar grupo de extermínio: twogalos@hotmail.com

Aguardem o próximo SUBMUNDO ®, ou lambuzem-se antes da hora. O SUBMUNDO ® é como ejaculação precoce, não tem hora pra chegar.

O SUBMUNDO DE NIKOLAS ® é mais uma criação genial de Nikolas Spagnol de Oliveira, único integrante remanescente do fã-clube da banda Comunidade Nin-Jítsu e futuro doador de órgãos e tecidos. Todos os direitos autorais reservados (plagiadores sujeitos a vodu e macumba).

Os direitos da marca O SUBMUNDO DE NIKOLAS ®, bem como suas variações e abreviações (SUBMUNDO ®, OSdN ®) são de propriedade de Dr. (este doutor mesmo!) Rafael M. Montovani, médico integrante da máfia branca e da italiana. Pirataria passível de punição cruel (eles vão fazer parecer um choque anafilático).

 

 

Faça seu comentário aqui, se nada deu certo: Postar um comentário

This page is powered by Blogger. Isn't yours?