14 agosto, 2003

 

O SUBMUNDO DE NIKOLAS # VI


 

(e-zine conflituosamente dividido entre o besteirol grosseiro e a mais sofisticada ironia)


RECAPITULAÇÃO OU LÁGRIMAS DE CROCODILO?

Entre os auto-proclamados “eleitores desiludidos” do Lula – e a cada dia são mais – foi comum o espanto com as declarações de “profundo pesar” vindas do barbudo de língua presa e seus subalternos do Palácio após a morte do véio Roberto Marinho. Té mesmo Leonel Brizola, que passou décadas se referindo à Rede Globo como algum tipo de irmandade satânica, entrou nessa de dar condolências ao ex-manipulador de eleições, comícios e debates televisivos. Lembraram, estes ludibriados por Duda Mendonça, dos slogans das Diretas Já – “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo” – e sentiram-se como personagens de “A Revolução dos Bichos”, de Orwell, vendo homens e porcos se confraternizando à mesa de jantar.

Talvez esperavam largos sorrisos, piadinhas grosseiras, estouros de champagne e pedradas no caixão. Tsc, tsc, tão primários! Chutam-se cachorros sarnentos a todo momento, mas pega mal chutar cachorro morto – como bem o disse Breno Lobato, editor crepuscular do Carol. Ainda mais se o bicho em questão deixou os filhos tomando conta do maior conglomerado de comunicação do País. Qualquer político com mais de meio cérebro vai tecer odes ao morto, mesmo porque pega mal avacalhar cerimônia fúnebre alheia. Pesquisem os jornais da época da morte do Sérgio Motta e, na mesma semana, do filho do ACM (que a esta altura, pela benção do falecido, possivelmente seria nosso manda-chuva): vão achar até a Heloísa Helena de lencinho na mão. Sacanagem com defunto é coisa pros Stédiles, Marilenes Felintos, coveiros degenerados e pro SUBMUNDO ® aqui. Em compensação, esses aí não ganham eleição nem pra suplente de vereador em Jampruca.

* * OSdN * *


ERREMOS!

“Ô seu filho do dotô Roberto com a Dercy Gonçalves! Eu não sou filiado ao PRONA não! Corrija isso enquanto é tempo.” (Daniel Crepaldi, leitor de inclinações extremistas e NÃO filiado ao PRONA)

Espero que o engano tenha sido desfeito. Quanto ao filho do “Dotô” Roberto com a Dercy, todos sabem que a criança gerada de uma aventura frugal do falecido com a dita cuja, em 1873, foi abortada propositadamente depois que a muié tomou Coca-Cola (na época, a fórmula era um pouco diferente...).


** OSdN * *


MANCHETE PARA REFLEXÃO DA SEMANA

“OS SEM-TERRA NÃO EXISTEM! – Stédile é comandante de uma causa não só perdida quanto não-existente.” (Revista Primeira Leitura deste semana)

De fato não existem. O que existe na zona rural brasileira, todos sabem, são colheitadeiras de soja em plantações a perder de vista, grandes e aconchegantes casarões coloniais para se passar o fim de semana e um promissor “agro-negócio” gerador de divisas, convenientemente convertidas em celulares de última geração e jipes Hilux ou picapes Rangers dirigidas por agroboys em busca de suas agrogirls pelas noites de ‘Berlândia. Sem-terra, caipira analfabeto cagando no mato, sertanejo comendo calango, estes não existem nem nunca existiram. São apenas ninguém. Zé ninguém. E serão sempre relegados à não existência.


** OSdN * *


O CANTO DE CISNE E A PRETENSÃO RITUALÍSTICA

Atendendo aos insistentes apelos do SUBMUNDO ®, que acredita piamente na existência do outro como essencial ao equilíbrio dos mundos, o Supramundo nos apresentou uma edição com ALGUM conteúdo que não a mesma punheta auto-referencial e as difamações rancorosas de sempre. Aplaudimos esta iniciativa tímida, ao mesmo tempo em que tememos que seja tardia e em vão, vez que o próprio editor (talvez inspirado pelos recentes acontecimentos) já fala sobre a morte com a passividade de uma vaca a caminho do matadouro.

Tais detalhes contudo quase passam despercebidos diante do patético que salta aos olhos a certa altura da edição dominical do e-zine desafeto: sugere-se ao leitor um ritual, com música de fundo e tudo, para a leitura do troço. Ora, quanta pretensão do fantasma prussiano! Mal sabe que o leitor é libertino e indisciplinado, não segue esqueminhas nem conselhos da mamãe. Se cronista de jornal imaginasse que o leitor vai estar literalmente cagando ao ler suas linhas, perderia toda a inspiração literária.

A propósito, o SUBMUNDO ® é melhor visualizado ouvindo-se uma música qualquer da banda islandesa Sigur Rós, de preferência “Njosnavelin” ou “Flugufrelsarinn”, e saboreando-se um fino chocolate quente (leite e Toddy também serve, para os leitores de baixa renda).

** OSdN * *


DIQUINHA LITERÁRIA DO SUBMUNDO ®

Não esperem uma biografia do Dr. Roberto nos próximos 20 anos que não seja babação de ovo explícita ou manifesto raivoso de militante do PSTU.


* * OSdN * *

A GINCANA DO SUBMUNDO ® ENTRA NA RETA FINAL!

Leitor submerso e angustiado pelo enigma do SUBMUNDO ® IV quis saber “de que ato de Romeu e Julieta” eu teria tirado aquela citação do Shakespeare, no encerramento da edição.

Ora, meus amigos, Guilherme Balança-Lustre já disse baranguices mil (“queria ser uma mosca para posar em seus lábios” sendo uma delas), mas não creio que fosse chegar a tanto. Aquela citação, a bem da verdade, sequer foi escrita originalmente no idioma de Dieckens. Pronto, já dei colher de chá demais! Vocês tem até semana que vem para descobrir o verdadeiro autor daquela citação. Aí vai ela novamente, para tirar-lhes o sono e estimular a competição ferrenha:

“There was perfect love between both of us
Without realizing that later
All that would break apart.

But in this world, what is perfect has no live,
We do not deserve, darling,
To live together and love each other.”

Allea jacta est!

* * OSdN * *


O SUBMUNDO® RECOMENDA:

- PAVÊ

- http://www.fourmilab.to/cgi-bin/uncgi/Earth – Imagens da Terra via satélite, com um pouquinho de Photoshop pra disfarçar as nuvens de poluição e o fumacê das queimadas na Amazônia. Gozado como lá do alto tudo parece tão simplório e perfeito, sem telemarketing e despertador pra encher o saco. Dá uns bons fundos de tela pro seu computador, melhores do que essa ridícula cara do Garfield ou da Minnie Mouse – vê se cresce, porra!

- PÔUVÍ

- SIGUR RÓS – Nem só de geleiras, vulcão e Björk vive a Islândia. Soa um pouco Radiohead, com a desvantagem – ou vantagem? – do idioma intraduzível. Serve de trilha sonora pra vinheta de MTV, filminho de Tom Cruise ou para a leitura deste SUBMUNDO ®.

* * OSdN * *

“O homem deve experimentar de tudo na vida, menos incesto e dupla sertaneja.”

(Da extinta Revista Bundas, nº 25)

* * OSdN * *

Profetas do apocalipse e abaixo-assinado para montar grupo de extermínio: twogalos@hotmail.com

Aguardem o próximo SUBMUNDO ®, ou lambuzem-se antes da hora. O SUBMUNDO ® é como ejaculação precoce, não tem hora pra chegar.

O SUBMUNDO DE NIKOLAS ® é mais uma criação genial de Nikolas Spagnol de Oliveira, único integrante remanescente do fã-clube da banda Comunidade Nin-Jítsu e futuro doador de órgãos e tecidos. Todos os direitos autorais reservados (plagiadores sujeitos a vodu e macumba).

Os direitos da marca O SUBMUNDO DE NIKOLAS ®, bem como suas variações e abreviações (SUBMUNDO ®, OSdN ®) são de propriedade de Dr. (este doutor mesmo!) Rafael M. Montovani, médico integrante da máfia branca e da italiana. Pirataria passível de punição cruel (eles vão fazer parecer um choque anafilático).

 

 

 

 

09 agosto, 2003

 

O SUBMUNDO DE NIKOLAS # V


 

(e-zine de caráter efêmero e frugal, em infrutífera busca pela imortalidade de um highlander)

“O rei está morto! Longa vida ao novo rei!”

EDITORIAL (EXCEPCIONALMENTE APRESENTADO POR WILLIAM BONNER)

Redigido por um barão nazista renascido dos infernos, o supramundo parece ter sérias dificuldades no manejo da língua de Camões. Quando o denunciamos como “A maneira mais complexa para se dizer nada” (SUBMUNDO ® III), entende que temos algo contra ser complexo. Não, führer, nossa birra é com o “nada”: seu supramundo se cerca de um nevoeiro de pseudo-literatura para encobrir um conteúdo não existente. Não esclarece as angustiantes dúvidas existenciais da juventude que abre ansiosamente suas caixas de e-mail na esperança de uma resposta redentora. Não passa de um prazer onanista burguês, sem qualquer compromisso com a conscientização das massas e com o crescimento do País.

Breno Lobato, atual mandatário do e-zine Carol, do qual nosso editor é egresso, se espanta quando dizemos que H. Milen é um “talento de outrora”. Talvez porque seja muito jovem para lembrar de outras aventuras em que estivemos ambos envolvidos: o site “Jornal Gardenal”, o blog “Mi-Ni”, e até mesmo o próprio “Carol”, quando este era mais do que um simples divulgador de rega-bofes e cantinho de fofocas. O editor submundano guarda as melhores memórias e nenhuma mágoa (voz embargada) destes empreendimentos derrotados. Mas hoje, é com extremo pesar (engasga, voz mais embargada, as pálpebras tremem) que vemos um jovem tão promissor se transformar em uma espécie de zumbi, possuído por um obscuro espírito fugido do capeta.

(pausa para engolir o choro, olha pra câmera com os olhos vermelhos) Eu vou concluir...

O editor submundano conclama o ex-carcereiro de Auschwitz para que abandone seus ímpetos belicosos. O povo brasileiro é de índole pacífica e ordeira, caga de medo pra qualquer camponês com boné do MST ou pra “pivete” com chupeta suja na boca. Pratiquemos apenas o sadio canibalismo da concorrência capitalista. Já tens o contato com os “bárbaros”, pela graça do SUBMUNDO ®; agora te desafio a conquistá-los!


* * OSdN * *

TRÊS IMAGENS VALEM MAIS QUE TRÊS MIL PALAVRAS

Image Hosted by ImageShack.us

** OSdN * *

COLABORAÇÃO DE UM LEITOR PEIXE

(mas não se assanhem, ele pode porque é peixe!)

“Pela firula que estão fazendo, tá até parecendo que o dotô Roberto destronou um certo barbudo e agora ‘está sentado à direita de Deus pai todo poderoso’. Eu não duvido muito.”

(Daniel Crepaldi, leitor de inclinações extremistas e filiado ao PRONA)


** OSdN * *

A GINCANA “ENCONTRE O ERRO CRASSO DO SUMUNDO ®” AGITA A PARÓQUIA!

Leitores de todo o mundo sugeriram as mais variadas respostas para o desafio proposto no SUMUNDO ® IV: um viu uma vírgula faltando ali, outro um parágrafo a mais ali, acolá acharam um erro de português. O supramundo, demonstrando sua inexperiência como lusófono, achou que o tal “erro crasso” seria um neologismo que lhe fugiu à compreensão. Sugere até dicionário para este editor. Respondo-lhe parafraseando um tal Veríssimo: “sou gigolô das palavras, faço delas minhas potrancas!”

Estão todos obviamente errados! Isso aqui não é Professor Pasquale, somos esculhambados mas somos limpinhos! O erro está lá, escancarado e dando insolentes gargalhadas, como quem diz: “posso empanturrá-los com falsa cultura, passar por intelectual e ainda sair bonito na foto!” Seu ego está tão inflado como o do velho estelionatário que se passou por “Omar Khayam” e fez Jô Soares chamá-lo de “mestre” em plena TV. Vocês estão agindo como formigas, procurando miudezas sem conseguir abranger o tamanho do predador com sua pequena visão.

Darei-lhes mais tempo, pois apesar de tudo acredito no potencial de meus leitores. Deixo uma dica para aumentar sua confusão: pesquisem a música brega dos anos 70.

** OSdN * *

BREVE LEMBRETE AO SUPRAMUNDO

“Alguns e-zines nascem mortos.”

** OSdN * *

O SUBMUNDO® RECOMENDA:

- EM CASSETE OU LONGUE-PLEI

- AC&DC – O Butt-Head sempre trajando uma camisa com o emblema dessa banda com nome de tomada pode levá-los a um pré-julgamento injusto. Trata-se de um roquezinho inconseqüente e sem muito refino, é verdade, mas nem só de João Sebastião Bach vive a humanidade.

* * OSdN * *

“Eu sou a primeira pessoa depois dos astronautas a viajar no tempo.”

(Homer J. Simpson, ao ser lançado no túnel do tempo enquanto consertava uma torradeira.)

* * OSdN * *

Carregadores de papelão e vendedores de lenha para fogão a lenha: twogalos@hotmail.com

Aguardem o próximo SUBMUNDO ®, ou mordam-se de curiosidade. O SUBMUNDO ® é como morte de magnata da mídia, não tem hora pra chegar.

O SUBMUNDO DE NIKOLAS  é mais uma criação genial de Nikolas Spagnol de Oliveira, instrutor aposentado de auto-escola de velotrol e proctologista particular da Sabrina BBB3 nas horas vagas. Todos os direitos reservados (e registrados em testamento no nome de uma desconhecida plantadora de arroz do Laos).

 

 

 

 

06 agosto, 2003

 

O SUBMUNDO DE NIKOLAS # IV


 

(e-zine em incessante busca pela perfeição terrena e pelo vazio do estrelato)


BREVE ANÁLISE DA EVOLUÇÃO CULTURAL DE UMA SOCIEDADE ATRAVÉS DAS CONVERSAS DE BOTEQUIM

Já não se quer mais saber de Lula e suas promessas de campanha. Não se dá a mínima para reformas tributárias e de previdência, estão cagando e andando para os salários e pensões de juízes e desembargadores. Neguinho tá pouco se fudendo se o Fábio Júnior vai entrar no lugar do Alex Alves, ou pra última grosseria que o Vanderluxa disse pro repórter da TV. Encheram o saco de Bush e Blair, já esqueceram a briga do Berlusconi com os alemães, do arranca-rabo entre o Art Popular com o L.S. Jack (ou seja lá como se escreve isso), das migrantes nordestinas puxando o cabelo umas das outras no Programa do Ratinho. Foda-se o casamento do Ronaldinho, a trombada do Rubinho, o Pan-Americano na República Bananicana e os incêndios na Península Ibérica.

Nos salões de barbeiros, táxis e botequins, só se fala da morte anunciada da personagem da novela das oito (que, não obstante, começa às nove). A tal Fernanda já soa quase como um defunto da família, como outrora foram Juca Pirama, Yasmim/Daniela Perez e Odeth Reutmman (fala-se “róitimã” mesmo, analfas!). As muié então, puta que o pariu: especulam até em pleno velório se vai ser bala perdida ou não. Homem tem um pouco mais de dignidade: ficam aguardando o outro puxar o assunto, porque homem que é homem não acompanha novela (só assiste um pedacinho com a patroa pra não perder a “Tela Quente” ou o “Globo Repórter”).

Se Habermas não estivesse morto, como de fato não está, zombaria do ridículo de nossa “esfera pública”. Culpem a concentração da mídia nas mãos de um único Cidadão Kane, ou a bosta do ensino público, os videogames ou simplesmente os astros que conspiram contra nós. Mas anotem a citação da besta aqui: “um país que tem suas mesas de buteco pautadas por um Manoel Carlos – este Glória Perez de cuecas – não vai a lugar nenhum”.

* * OSdN * *

OPÁPAÉPÓPI !

E daí se o Papa é contra o casamento entre veados? Ninguém diz se o Bispo Macedo é a favor ou contra o celibato, o que o Reverendo Moon acha dos embriões congelados ou o que o aiatolá pensa do sexo anal. As outras igrejas e seus líderes se dão ao trabalho de divulgar o que pensam por seus próprios meios: qualquer igrejinha que se preze constrói uma rádio com o dinheiro que economiza por não pagar tributos ou impostos. A Católica, então, tem até TV, além é claro das próprias paróquias espalhados por tudo que é fim de mundo no fim de mundo do Terceiro Mundo. Então, porque dar às declarações do velhinho polonês a repercussão das de um Bush anunciando uma nova guerra? O Papa já não tem qualquer relevância enquanto líder político desde que Napoleão coroou a si mesmo. Reserve-se suas opiniões retrógradas ao seu devido rebanho.

Ah, mas os “católicos não-praticantes” vão ficar desinformados? Não faz mal, eles não praticam a religião mesmo...

** OSd * *

RECAPITULAÇÃO HISTÓRICA

(da série “olha as besteiras que a gente dizia”)

Eram outros tempos aqueles em que inclui “Beleza Americana” num “top faive” dos melhores filmes dos anos 90 (veja só com o quê a gente se ocupava!) para o e-zine Carol. Após tê-lo assistido recentemente pela terceira vez, sinto a necessidade de rever minha antiga indicação (como se ela tivesse alguma importância real...): “Beleza Americana” poderia ter sido um grande filme, não fosse a obsessão em se deixar tudo muito óbvio. O amigo e leitor Fernando Zamperlini, vulgo “Gato Mestre”, apontou certa vez que o filme escancara, insistentemente, a mensagem “nada é aquilo que parece ser”. O machão é gay, a putinha é virgem, a bem-sucedida é mal-fracassada. Não há qualquer sutileza. A cena em que o pai caretão “vê” através da janela o filho pagando um boquete resume a vulgaridade dos clichês que tornam a película palatável “para qualquer George W. Bush”, como disse à época um tal H. Milen, gênio de outrora atualmente desperdiçado num e-zine em processo de concordata. Esta vulgaridade, no entanto, foi o que garantiu o sucesso de bilheteria do filme, já que os estúdios se baseiam na premissa infalível de que “as pessoas são burras”.

** OSdN * *

TROFÉU “PAU NA BUNDA” DESTA SEMANA:

Como não poderia deixar de ser, o Troféu Pau na Bunda (Presented by O SUBMUNDO DE NIKOLAS ®) desta semana vai para a Rede Globo de Televisão, por reapresentar o Blockbuster “Gladiador” salomonicamente dividido em dois pedaços, um na quinta-feira e outro na sexta, só porque o bicho é muito grande pra grade de programação da emissora. A Globo já é reincidente: apresentou o “Titanic” às massas ignaras com 2 anos de atraso e também inescrupulosamente serrado como uma vítima do ex-nobre deputado Hidelbrando Paschoal.

Não que o filme em si seja de grande valia para nosso refinado paladar áudio-visual, mas o Troféu vai dedicado aos anseios do populacho pelo sangue do Coliseum.

** OSdN * *


O SUBMUNDO® RECOMENDA:

- NA UÔLD UÁIDE UÉBE

- WHITEHOUSE.ORG – Sátira com o verdadeiro endereço da Casa Branca (Whitehouse.com), atualizada diariamente com novas avacalhações com o governo Bush. Destaque para o formulário de preenchimento obrigatório para árabes residentes nos E.U.A. e para a “Campanha de Combate à Masturbação – Operação Pureza Infinita”. Observação: in English e sem legendas.

- NA VITROLA OU EMEPÊTRÊIS

- SCORPIONS – Já que a moda agora é o “revival” dos anos 80, de que a turma 2002 de Comunicação da UFMG foi pioneira, este pop-rock alemão de qualidade não deve passar despercebido. Destaque para “Winds of Change”, que virou uma espécie de música tema na derrubada do Muro de Berlim, e para uma versão ao vivo de “Ave-Maria do Morro”, cantada em um espanhol ininteligível.

* * OSdN * *

“There was perfect love between both of us
Without realizing that later
All that would break apart.

But in this world, what is perfect has no live,
We do not deserve, darling,
To live together and love each other.”

(William Shakespeare, Romeo and Julliet)

* * OSdN * *

Só trabalho sem diversão trouxeram amargor e fúria a este SUBMUNDO ®. O opositor, ou qualquer um que se sinta ultrajado por esta edição raivosa, terá diversos motivos para nos esculhambar, se é que ainda existe resistência ao nosso domínio.

Este número de SUBMUNDO ® contêm um erro crasso que passou despercebido na edição final. Quem conseguir localizar, ganha como brinde uma assinatura gratuita de O SUBMUNDO DE NIKOLAS ® (sim, porque esta mamata vai acabar e quem trabalha de graça é relógio). Se ninguém localizar este grave engano, tomarei esta platéia como um bando de ingênuos que engolem qualquer besteira, uma horda de seguidores obtusos de fazer inveja a Antônio Conselheiro.

* * OSdN * *

Batidas policiais e entregadores de gás no twogalos@hotmail.com

Aguardem o próximo SUBMUNDO ®, mas aguarde sentado, já que o SUBMUNDO ® é como adolescente alcoólatra, não tem hora pra chegar (em casa).

O SUBMUNDO DE NIKOLAS ® é mais uma criação genial de Nikolas Spagnol de Oliveira, membro honorário do Clube dos Hemorroidários de Recife e presidente do Sindicato dos Tradutores de Esperanto de Brejaubinha (MG). Todos os direitos reservados (e trancados num cofre de segurança máxima junto com o disco do Roberto Carlos).

 

 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?